top of page

Como usar a estrutura do Jobs-To-Be-Done para otimizar seu produto

Atualizado: 1 de nov. de 2023


Se você deseja melhorar seu produto, o framework Jobs-to-be-done (JTBD) é uma ótima maneira para começar. Essa abordagem ajuda a entender como seus clientes usam seu produto e quais necessidades eles estão tentando atender. Ao entender o “trabalho” que seu produto está tentando fazer para seus clientes, você pode fazer mudanças estratégicas que otimizarão a experiência deles e aumentarão as vendas. Neste post, discutiremos como usar o framework Jobs-to-be-done e forneceremos algumas dicas para colocá-lo em prática.



O JTBD foi popularizado pela primeira vez pelo professor da Harvard Business School, Clayton Christensen. A ideia básica é que os clientes não compram produtos, eles os contratam para fazer um trabalho. E para otimizar seu produto, você precisa entender qual é esse trabalho. Para fazer isso, precisa se colocar no lugar do seu cliente e pensar no problema que ele está tentando resolver. Após entender o problema, pode começar a fazer alterações que os ajudarão a resolvê-lo de forma mais eficaz.


Há algumas coisas a serem lembradas ao usar a estrutura Jobs-to-be-done. Primeiro, é importante entender que o trabalho pode não ser o que você pensa que é. Você precisa ter a mente aberta e considerar todos os trabalhos possíveis para o qual seu produto pode ser contratado. Segundo, você precisa pensar em toda a experiência do cliente, do início ao fim. Quais são suas motivações para contratar seu produto? Como eles usam isso? Quais são seus pontos de dor? Ao entender a jornada do cliente, você pode identificar áreas em que pode fazer melhorias.


Agora que abordamos o básico do JTBD, vamos dar uma olhada em como você pode colocá-lo em prática. Aqui estão algumas dicas:


Dica 1: Entenda o problema do seu cliente


Para começar, você precisa se colocar no lugar do cliente e pensar no problema que ele está tentando resolver. Quais são suas motivações para contratar seu produto? Que necessidades eles estão tentando satisfazer? Ao entender o problema, você pode começar a fazer alterações que os ajudarão a resolvê-lo de forma mais eficaz.


Dica 2: Converse com seus clientes


Converse com seus clientes e pergunte sobre suas experiências usando seu produto. O que eles gostam ou não gostam nele? Que necessidades eles estão tentando satisfazer? Esse feedback tem um valor inestimável no entendimento do trabalho que seu produto está tentando fazer.


Dica 3: Analise seus dados


Observe suas estatísticas de uso e identifique padrões ou tendências. Esses dados podem fornecer informações sobre como os clientes estão usando seu produto e quais necessidades eles estão tentando atender.


Dica 4: Pense fora da caixa


Não tenha medo de desafiar suas suposições sobre qual é o trabalho. Esteja aberto à possibilidade de que seu produto possa ser contratado para fazer algo que você nunca considerou antes.


Dica 5: Experimentar e Iterar


Finalmente, experimente e itere. Tente fazer alterações em seu produto com base no que aprendeu e veja como os clientes respondem. Se você ver resultados positivos, continue. Se não, não tenha medo de tentar outra coisa.


Após identificar o trabalho que seu produto está tentando fazer, você pode começar a fazer alterações para melhorar a experiência do cliente.


Aqui estão algumas dicas:

  • Torne mais fácil de usar. Se os clientes estão contratando seu produto para economizar tempo ou simplificar suas vidas, certifique-se de que seja fácil de usar. Procure maneiras de otimizar a experiência do usuário e torná-la o mais simples possível.

  • Melhore a qualidade. Se os clientes estão contratando seu produto por sua qualidade, certifique-se de cumprir essa promessa de forma consistente. Preste atenção ao feedback e faça as mudanças de acordo.

  • Aumente o valor. Se os clientes estão contratando seu produto porque é um bom valor, certifique-se de oferecer mais do que apenas um preço baixo. Considere adicionar recursos ou aumentar a qualidade para melhorar a proposta de valor.



Jobs-to-be-done é uma ferramenta poderosa para entender como os clientes usam seu produto. Ao dedicar um tempo para entender o trabalho para o qual seu produto está sendo contratado, você pode fazer mudanças estratégicas que melhorarão a experiência do cliente e aumentarão as vendas. Experimente e repita para encontrar o que funciona melhor para seu produto e seus clientes.

 

Olá, tudo bem?


👍 Se você considera que esse post foi útil, compartilhe em sua rede de amigos e colegas de trabalho.


Quando compartilhamos algo interessante, aprendemos juntos e nos posicionamos profissionalmente! 😉


Ah, comenta aqui embaixo também, queremos conhecer seu ponto de vista sobre esse assunto.


Super obrigada! 🌻

 

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


O que será que tem em sua caixa de inspiração?

bottom of page